[ editar artigo]

A Função do Aquecimento no Exercício Físico

A Função do Aquecimento no Exercício Físico

Muito se discute sobre a eficácia do alongamento pré-treino/competição. Isso está aberto a discussões, mas todos sabemos da real importância do aquecimento que, como sabemos, pode ser composto por movimentos dinâmicos, balísticos, funcionais, movimentos que ajudam o corpo a aquecer os músculos e articulações, preparando o atleta/aluno para o esforço que está por vir.

Leia também em: Dos 5 aos 42km: quando é hora de evoluir a distância

O aquecimento é a parte inicial de todo bom planejamento; é preciso esquentar os motores para poder fazer a máquina funcionar. Um bom bloco inicial deve conter movimentos nos diversos planos (sagital, frontal, transverso) e direções (pra frente, pra trás, para cima, para baixo). Como sabemos, deve-se começar de forma leve e ir aumentando gradualmente até chegar perto da intensidade proposta na sessão de treino.

Nesse bloco é importante trabalharmos o mais próximo possível da modalidade praticada. Agora eu te pergunto: você sabe quais exercícios poderiam ser acrescentados em um aquecimento para trazer especificidade ao atleta/aluno?

O aquecimento é um bom momento para incluir exercícios educativos e de coordenação motora, por exemplo. Um corredor não vai fazer o aquecimento realizando supino, ele vai aquecer correndo, pulando corda, subindo caixa ou utilizando os educativos de corrida (hope, anfersen, hopserlauf, skipping). Desse jeito ele estará mais perto da realidade da sua modalidade.

Ainda nesse bloco de aquecimento podemos aproveitar para trabalhar as áreas que os alunos/atletas têm mais dificuldade, incluindo exercícios de mobilidade, estabilidade, potência, entre outros. A maioria dos atletas negligencia essas valências, sendo que, incluindo isso no aquecimento, você vai melhorar o desenvolvimento do aluno/atleta na modalidade escolhida.

Como dito anteriormente, o aquecimento deve ser gradual, então podemos seguir essa progressão:

  • Exercícios de mobilidade: os quadris, tornozelos, a coluna torácica devem ser móveis para suportar os impactos e diferentes utilizações durante a prática esportiva;
  • Exercícios de estabilidade: os joelhos, a coluna lombar, o CORE. Esses devem sustentar de forma estável o corpo; 
  • Exercícios de coordenação: aqui já entra a parte específica da modalidade, ou seja, levantadores de peso farão os movimentos do snatch só com a barra, focando na execução do movimento. Os corredores farão os educativos de corrida visando a melhoria de movimento, aumentando assim a economia de corrida;
  • Exercícios "aeróbicos": aqui colocamos um conjunto de exercícios que aumentem a frequências cardíaca e deixem o corpo pronto para o bloco principal do treino.

Leia também em: DICAS IMPORTANTES PARA CORRER NO FRIO

Devemos nos preocupar tanto na montagem do aquecimento como na montagem do bloco principal, pois os dois são complementares, assim como a "volta da calma" no fim do treino. Para isso, divida o seu treino em 3 blocos e pense em como cada peça pode completar o treino da melhor forma. 

Esporte & Movimento
Lorena Borges
Lorena Borges Seguir

Licenciatura plena em Educação Física Pós graduação em Fisiologia e Cinesiologia do exercício físico Personal Trainer Dona da Resistência Assessoria Esportiva

Ler conteúdo completo
Indicados para você