[ editar artigo]

A pandemia e o profissional de Educação Física – parte 1

A pandemia e o profissional de Educação Física – parte 1

Muitas pessoas buscam a Educação Física como profissão por gostar de Esportes e Exercícios e acabam, após formado, trabalhando dentro de academias, assessorias e clubes. Na faculdade estudam anatomia, fisiologia, biomecânica e métodos de treino e saem com a sede de ajudar pessoas a serem mais saudáveis.

 

O que ninguém conta na faculdade é que trabalhar em academias ou clubes não são as únicas formas de trabalho dentro da Educação Física, mas, pela formação técnica e específica da graduação, pouco conseguem olhar ao seu redor as novas oportunidades.

 

Com isso, muitas vezes não gostamos de mudanças, de buscar textos de outras áreas ou mesmo tentar entender áreas que não foram apresentadas durante nossa formação, pois a nossa paixão está no Exercício e Esporte. Porém, nem sempre acontece o queremos na nossa vida e muitas vezes somos obrigados a mudar, mesmo sem querer.

 

Em março de 2020 a pandemia do Covid-19 chegou ao Brasil, trouxe suas estatísticas, a desinformação e o medo associado as milhares de mortes que já vinham acontecendo na Asia e Europa. O Brasil parou, a academia parou, o esporte parou... a Educação Física parou.

 

No meio do caos já instalado, muitos profissionais da Educação Física não sabiam o que fazer, pois ou foram despedidos das academias/clubes que fecharam ou perderam seus alunos de personal, pelo medo coletivo da contaminação e mortes.

 

Neste momento tivemos que nos reinventar, mudar à força, já que do dia para a noite começamos a dar aulas on-line, montar treinos com equipamentos caseiros ou sem nenhum e especialmente, convencer os alunos de que ficaria tudo bem, mesmo não estando.

 

Foi aí que vi a necessidade ainda maior de entender de outras áreas, como Marketing Digital, Processo de Vendas e Pagamentos, Produtividade e Organização Financeira para ajudar outros profissionais, amigos, colegas de profissão a se reinventarem.

 

Muitos estavam chateados com os acontecimentos e eu sempre os perguntavam: Você sabe o porque trabalha com Educação Física? Já pensou nisto? Qual a razão de estar aqui?

 

Particularmente eu entrei nesta área para ajudar pessoas comuns a terem mais saúde e performance e hoje, faço isso com profissionais como você, que lê este texto, a se posicionarem melhor no mercado, mostrar o valor do seu conhecimento e o quanto a Educação Física pode melhorar a vida das pessoas, dos profissionais e alunos, sendo bem remunerado para isto.

 

Portanto, te convido a realizar um exercício interessante, faremos vários por aqui nas próximas semanas. Pegue a planilha que deixei anexa e escreva suas atividades semanais, de todos os dias e quanto tempo você leva em cada uma e quanto você recebe por ela. Depois desta organização inicial, perceba quais horários você tem livre e comece a usá-los para planejar os próximos passos da sua carreira, que é o nosso assunto do próximo texto.

 

Organize sua semana de trabalho e não esqueça de fazer um post sobre o que aprendeu aqui usando a hashtag #esporteemovimento

 

Nos vemos em breve.

 

Um forte abraço, Prof Gerson Leite.

Esporte & Movimento
Gerson Leite
Gerson Leite Seguir

Professor de Educação Física apaixonado por Esportes, Atletas e Empreendedorismo no Esporte. Doutor em Treinamento Esportivo e Pós Doutor em Fisiologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você