[ editar artigo]

Adaptando a atividade física dos alunos durante a fase vermelha

Adaptando a atividade física dos alunos durante a fase vermelha

E lá vamos nós para mais uma fase de restrições e cuidados redobrados, como já era esperado. A atividade física assume, novamente, um protagonismo em manter a saúde física e mental da população estável.

Com os devidos cuidados, podemos adaptar as atividades de nossos clientes para o ambiente indoor, ou mesmo outdoor respeitando os protocolos sanitários, como já estamos fazendo há praticamente 1 ano. A manutenção de poucos minutos diários, equilibrando as diferentes capacidades físicas e motoras, evitará um retorno ao sedentarismo e a perda de tudo o que foi conquistado até aqui.

Sabemos que a prática sistemática e rotineira de atividade física é capaz de carregar bons hábitos juntamente a ela, como pensamento positivo, organização, boa alimentação, boas noites de sono, entre muitos outros. Portanto, para evitar o abandono total dos treinos, precisaremos ajustar as atividades à realidade e fase atual de nossos clientes. Neste momento, tudo tem mudado a cada semana, portanto precisamos estar muito mais conectados a eles.

Chegou o momento de não deixá-los desistir dos treinos regulares, pois são estes que os ajudarão a manter o ambiente familiar saudável, não deixar a peteca cair no trabalho, a manter as metas e sonhos vivos e não deixar os maus hábitos prevalecerem.

Com base neste nosso papel, devemos levar muito a sério nossa atuação profissional, a final, somos salvadores de vidas, não é mesmo?

Foto de William Choquette no Pexels

Bora pra cima!

Esporte & Movimento
Rodrigo Lobo
Rodrigo Lobo Seguir

Bacharel em Educação Física EEFE-USP Diretor e treinador da Lobo Assessoria Esportiva Corredor e Triatleta há mais de 20 anos. Palestrante de temas relacionados à saúde, qualidade de vida, corrida de rua e triathlon. CREF: 051186-G/SP

Ler conteúdo completo
Indicados para você