[ editar artigo]

Brincar em Espaço externo vs interno, como as aulas podem ser feitas?

Brincar em Espaço externo vs interno, como as aulas podem ser feitas?

O momento que estamos vivendo impede as crianças de brincar?  

Para a formação das crianças, sem dúvida, temos a imagem da escola como o ambiente com o maior numero de interações na Infância. Com a troca de experiências entre elas, muitas opiniões, valores e atitudes podem se formar neste local. Uma das formas mais autenticas é o brincar, onde os nossos(as) pequenos(as) podem desenvolver desde habilidades motoras, até valores morais e éticos.

Leia também em: O QUE É MAIS IMPORTANTE PARA UMA CRIANÇA NO ESPORTE?

Mas, se estamos ainda com algumas escolas no formato hibrido, e até alguma optando ainda pelo formato cem por cento online, como seriam as formas de brincar? 

Observando pelo exemplo acima, de algumas instituições ainda manterem o formato online, é onde nós da Educação Física, podemos entrar e ter um lugar de interação diferente com essas crianças. O brincar é uma forma genuína de aproximação entre as pessoas, criação de laços, fortalecimentos dos existentes, absorção de conteúdos entre outras coisas.  

Porém, como fazer aula dentro de uma casa com vários moveis, decorações e eletroeletrônicos? 

Tudo vai depender da criatividade dos profissionais. Cadeiras podem virar paredes para se esconder, cavernas e até mesmo o mais clássico, suporte para cabanas. Almofadas se transformam em escudos, bandejas de comida ou um guarda chuva. Um lençol tem o poder de te converter a um fantasma, ou uma tela de cinema onde os personagens são feitos de sombras. 

Aí vai um exemplo que pode ser adaptado para outros temas e Habilidades a serem trabalhadas. 

Uma aula com a temática Guerra nas estrelas, as almofadas podem fazer com que essa criança se defenda de meteoros. Enquanto a faz, pode estar andando sobre uma corda, trabalhando equilíbrio dinâmico, para reabastecer sua nave, ficar em uma perna só por 5 segundos, estimulando equilíbrio estático. Depois, com uma bola, que também pode ser adaptada, com meias, papel, bichinhos de pelúcia, ele precisará acertar uma cadeira que está a força dos inimigos, fechando seu pedacinho de aula, com lançamento. 

Dentro do mundo da imaginação não existem limitações. Tudo pode acontecer.

Tudo isso pode ser introduzido dentro de uma aula de habilidades motoras, que vem ganhando bastante espaço, pelo momento em que vivemos. 

Leia também em: Como criar um nicho lucrativo

Não precisamos estar vinculados aos materiais convencionais o tempo todo, como cones, cordas, arcos, discos entre outros. A ressignificação dos objetos pode ser proveitoso tanto para os profissionais quanto para as crianças. Já sabemos que o meio frequentado por elas, irá adicionar vivências o tempo todo. Isso não ocorre somente com as habilidades motoras, isso também vai se expandir para outras áreas daquela criança.

Podemos observar também, quando a criança é estimulada com um vocabulário mais amplo, irá absorver e começar a usar em seu dia a dia. Tendo isso como informação o aumento de funções de um mesmo objeto pode auxiliar no processo criativo da criança e em situações de construção e reconstrução de linhas de raciocínio, quando forem apresentadas a situações problemáticas.    

Para brincadeiras dentro de casa, encontramos uma possível solução, mas e para as partes externas? 

Ainda na linha de procurar outras linhas que não as convencionais, a imaginação, pode auxiliar muito um profissional durante suas aulas. Adicionar temas de filmes, séries e desenhos infantis em jogos clássicos podem dar mais atratividade para sua aula como um todo. 

Já para objetivos específicos, como saltos, equilíbrio dinâmico ou estático, rastejar, lançar e até mesmo destreza de dedos. O "faz de conta" pode te auxiliar também, agora você esta no espaço perdido(a) e precisa de alguém para te ajudar ao retorno para casa. As crianças são ótimas nisso. Já nasceram com bussolas da aventura altamente calibradas para qualquer situação. Para elas será um aventura incrível, cheia de desafios. Para você, estarão andando sobre uma corda, acertando alvos, desviando de obstáculos. Sua parte principal da aula com equilíbrio, deslocamentos laterais e lançamentos está feita.   

Leia também em: Não privem as crianças de uma das coisas mais importantes: brincar

Se ainda não se encontrou por aqui, ainda temos mais sugestões, como pega pega, esconde esconde, Jokempo, mãe da rua, futebol, basquete, vôlei, handball, até mesmo bocha as crianças podem se interessar pelos desafios propostos pelos profissionais. 

Adaptações sempre serão bem vindas, principalmente as que crianças puderem fazer parte da confecção ou até mesmo das ideias. 

 

 


 

 

 

Esporte & Movimento
Leo Furlan
Leo Furlan Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você