[ editar artigo]

Natação: Como evitar dor no ombro

Natação: Como evitar dor no ombro

Natação é um esporte de movimentos repetitivos. Imagina só quantas braçadas nós nadadores damos por treino, por dia, por semana... Quantas vezes giramos o braço... (calculei aqui no meu caso, PELO MENOS mil vezes por dia) Haja ombro!

Fora isso, existe uma demanda propulsora bem alta dos membros superiores, e a técnica da natação é um pouco complexa. Se somar isso ao volume alto de treino e AINDA um ombro instável, lesão no ombro é quase inevitável.

E de fato a lesão mais comum entre nadadores é tendinopatia no ombro (supraespinhal), por movimentos repetitivos. Mais de 60% dos nadadores têm ou terão dor no ombro ao longo da carreira.

Por isso é crucial cuidar bem deles, com, por exemplo, exercícios de fortalecimento. 

Para prevenir dor no ombro, zele por 4 pontos fundamentais:

  1.  Controle de carga de treinamento

Volume e intensidade de cada treino e ao longo das semanas deve ser controlado, para certificar que o atleta tenha uma progressão certa e saudável, sem sobrecargas excessivas nos músculos e articulações.

 

     2. Boa técnica de nado

Já que lidamos com movimentos repetitivos, com certa demanda de força e resistência, quanto melhor a técnica da braçada, menos chances de inflamar as articulações.


     3. Ombros fortes e estáveis

Exercícios de fortalecimento específicos para o ombro ajudam a mantê-lo estável e suportar as demandas dos treinamentos.

 

     4. Recuperação adequada

Sono, alimentação e hidratação são cuidados essenciais para prevenir lesões. Fora isso, pode-se usar outras técnicas de recuperação nos músculos mais tensos, como massoterapia, compressão, acupuntura, etc.

 

Espero que com essas dicas você tenha uma natação melhor e mais saudável! Boas braçadas!

 

Foto: Carol Brenck
Atleta: Renata Sander

 

Esporte & Movimento
Renata Sander
Renata Sander Seguir

Atleta de alto rendimento de natação, 3x medalhista Copa do Mundo FINA e 23x campeã brasileira. Fisiologista do Exercício (ASCM). Formada nos EUA em Ciência do Exercício e Movimento com Especialização em Treinamento, e no Brasil em Educação Física.

Ler conteúdo completo
Indicados para você