[ editar artigo]

O Movimento Charme

O Movimento Charme

Estudo a dança Charme desde 2015 e em 2020 me tornei profissional sindicalizada pelo Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro nesta modalidade.  Digo que sou profissional não nessa dança, mas dessa cultura, ou digamos, movimento.

Leia também: Carreira na Educação Física, onde ir?

Poderíamos dizer que a dança charme se caracteriza por movimentos sensuais nos quadris. Estudando mais a fundo, essa cultura, digo que ela tem um grande contexto social envolvido em se fazer mostrar com as sensualizações envolvidas.

O charme surgiu aproximadamente na década de 80 nos bailes do subúrbio carioca, mas especificadamente no Clube Mackenzie, no Meier. Quem o denominou foi o DJ Corello. Era dançado e ainda é com músicas internacionais, em sua maioria. O repertório de músicas nacionais de dança charme ainda engatinha.

O que na realidade os corpos dançantes, em sua maioria, negros queriam e querem transmitir?  Observa-se que antigamente as roupas para se frequentar esses bailes eram roupas sociais: os homens usavam ternos, as mulheres vestidos longos e sapatos altos e os homens usavam ternos e sapatos bicofinos. Alguns também usavam chapéus panamás, para imprimir um típico charme. As mulheres faziam penteados, inclusive alisando o cabelo com ferro de passar.

Leia também: Educação Física e a Pandemia: Muito além do esporte

Esses corpos queriam e querem ser admirados, notados, mostrar que existem. Sentirem que pelo menos naqueles momentos dos bailes são importantes. São levados pela música ou seriam a música que são levados por eles?

A cultura charme é agregadora, pratica-se a paz. Qualquer um, em um baile, pode-se arriscar a dançar e será ajudado por um charmeiro; mesmo que ele não te conheça; a aprender a coreografia. As músicas tradicionais já tem os passinhos já marcados e você é levado a charmear em uma hipnose de prazer.

É uma dança prazerosa e sem limites de idade, sexo, classe social, ou seja, muito acolhedora; seria de grande valia o profissional de educação física estudar esses movimentos para uma maior diversificação em suas aulas.

O  coreógrafo Marcus Azevedo pode ajudar nesse estudo, inclusive com aulas online. Ele foi o responsável pela legalização do charme no Sindicato dos Profissionais de Dança do Rio de Janeiro. Aos interessados entrar em contato pelo direct do instagram: @azevedocharme .

Leia também: Benefícios do treino de força no emagrecimento

Inclusive ele também pode ajudar com a transmissão de conhecimentos mais profundos, caso haja interesse em tirar o DRT na modalidade charme. Vale a pena conferir esse lindo trabalho de charme através da página @dancacharmecia. O trabalho é tão extraordinário que existe até um fã clube que acompanha a Dança Charme & Cia: @fc_dcc. As uniões fortalecem todos os movimentos sociais!

Esporte & Movimento
Valéria Alves
Valéria Alves Seguir

Estudante de licenciatura em dança na UFRJ. Profissional sindicalizada do movimento charme.

Ler conteúdo completo
Indicados para você