[ editar artigo]

Por que seu aluno deve usar máscara para a atividade física?

Por que seu aluno deve usar máscara para a atividade física?

Muitos me perguntam sobre o que acho das máscaras no treino e se isto teria algum efeito benéfico ou maléfico para o aluno, ou mesmo para nós profissionais de Educação Física, pois temos que dar aulas de máscara.

Se você for rever as mensagens e vídeos que já recebeu sobre máscara, dificilmente você viu alguém falando bem delas e, ao contrário, muitas pessoas e até profissionais da área da saúde reclamando ou não sugerindo seu uso.

A questão é que precisamos ter dados técnicos e científicos para nos posicionar e também para orientar nossos alunos, pois a boa orientação é que vale, especialmente durante tantas notícias falsas na pandemia. Vamos a alguns dados importantes:

1) Um estudo chinês analisou a eficácia das máscaras em conter o vírus influenza, que tem o tamanho muito próximo do sars-cov-2, o vírus do Covid-19. Os autores analisaram a máscara N95, a Cirúrgica e uma máscara de Algodão duplo, como se fosse feita em casa. Os resultados foram muito interessantes, pois a N95 bloqueou até 99% do vírus da influenza, a Cirúrgica 97% e a de Algodão duplo 95%. Isto nos ajuda a entender um dos motivos para usar a máscara.

2) Outro estudo analisou uma questão muito importante: como o corpo das pessoas respondem ao uso da máscara durante o exercício. Eles também testaram as máscaras N95 e a Cirúrgica com resultados bem interessantes no exercício. Por exemplo, viram que com ambas as máscaras o VO2max (consumo máximo de oxigênio), a ventilação pulmonar (quantidade de ar que entra e sai dos pulmões por minuto) e a potência máxima gerada no teste foram menores usando as máscaras, com piora maior usando a N95. Com ambas as máscaras o desconforto respiratório foi aumentado, sendo maior com a N95.

3) Um terceiro estudo também analisou o uso de máscaras no exercício aeróbio progressivo, mostrando não haver diferença na frequência cardíaca, na frequência respiratória e na saturação de oxigênio quando se usa máscaras, porém mostrou uma alteração na pressão de CO2 em alguns momentos do teste da máscara N95, o que não foi considerado maléfico para a saúde das pessoas. Esta alteração não foi encontrada no estudo anterior (citado no item 2).

O que podemos tirar destes 3 estudos?

A) Máscaras são eficientes para conter o vírus e nossos alunos devem usar para evitar a liberação de gotículas de saliva no ambiente.

B) O uso de máscara piora o desempenho aeróbio, aparentemente entre 5 a 10%.

C) A máscara N95 não é adequada para a realização de exercícios.

D) Não há acúmulo de CO2, nocivo a saúde na máscara durante o exercício, o que garante a possibilidade de seu uso.

Portanto, sugiro sim o uso da máscara pelos alunos, já que temos boa segurança para seu uso, mas não descarto a necessidade de adaptação ao seu uso durante a prática de exercício, por conta do desconforto gerado e que pode ser maior para algumas pessoas.

Seguimos realizando e prescrevendo exercícios de forma segura para manter nossos alunos saudáveis.

Não esqueça de me marcar (@gersonleite.phd) se fizer um post sobre este texto e usar a nossa hashtag oficial #esporteemovimento

Forte abraço e até breve!

Esporte & Movimento
Gerson Leite
Gerson Leite Seguir

Professor de Educação Física apaixonado por Esportes, Atletas e Empreendedorismo no Esporte. Doutor em Treinamento Esportivo e Pós Doutor em Fisiologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você