[ editar artigo]

Sono: O Aliado da Atividade Física

Sono: O Aliado da Atividade Física

Uma frase comum, sempre dita aos alunos é “para obter resultados é necessário alimentação saudável, exercício físico e descanso”. Sabemos que esses três de forma aliada são de suma importância no processo de emagrecimento ou hipertrofia.

Porém quando dizemos “descanso”, não estamos expressando apenas sobre respeitar tempo de recuperação muscular, estamos também apontando a importância de “dormir”.

Leia também em: Treinamento Funcional – Você sabe prescrever?

Você já parou para pensar porque dormir é tão importante para obter resultados?

Se você procurar DORMIR no dicionário, vai encontrar “descansar em estado de sono ou cair no sono, adormecer”; sabendo disso precisamos entender que o sono é classificado em alguns estágios, como:

  1. Vigília;
  2. Sono não-REM:
    - Fase 1
    - Fase 2
    - Fase 3
    - Fase 4
  3. Sono REM.

Existem algumas teorias que relacionam a atividade física ao sono, uma delas é a TEORIA COMPENSATÓRIA, está na qual prediz que o exercício pode facilitar o sono por aumentar o gasto energético durante o estágio de sono “vigília”, e isto aumentaria a necessidade de sono, de forma que se possa alcançar um balanço energético positivo e se restabeleça a condição adequada para um novo episódio de vigília.

Outra teoria é a termorreguladora, que aponta que o início do sono é dado pela redução da temperatura corporal que acontece no início da noite. Alguns estudos descrevem a função do hipotálamo na regulação da temperatura corporal, porém, o exercício físico aumenta esta temperatura, criando uma condição que dispara o início do sono, por ativar os processos de dissipação de calor controlados pelo hipotálamo.

Leia também em: Low Carb e Treinamento Físico: é benéfico à saúde associar os dois?

É comprovado cientificamente que quando alguém se exercita, o cérebro libera algumas substâncias que influenciam na melhora da qualidade do sono, sendo elas endorfina e a dopamina. São hormônios que dão sensação de prazer. A serotonina também, que é responsável por diminuir a ansiedade. Sendo assim, pessoas que são fisicamente ativas possuem um sono mais restaurador e relaxado, devido ao mecanismo de regulação do próprio organismo.

O inverso também ocorre! Dormir de maneira adequada melhora a qualidade do treino e auxilia ao obter resultados. Isto ocorre porque durante o estágio do sono "não-REM", nosso organismo passa por alguns processos, como:

  • Economia de energia;
  • Restauração de tecidos;
  • Aumento de massa muscular;
  • Liberação de hormônio de crescimento (GH).

Entendido a importância de aliar o descanso a rotina de seus alunos, indique a eles que além de praticar atividade física regularmente, é necessário se preocupar com a qualidade do sono, assim aplicando métodos à rotina, como garantir que o ambiente esteja adequado, evitar consumo de alimentos pesados e consumo excessivo de líquidos, buscar atividades relaxantes antes de dormir, entre outros.

Leia também em: Disciplina ou motivação: o que realmente devemos buscar no processo de treinamento?

Tudo isso para que a recarga de energias tenha mais qualidade, para que os treinos sejam melhor elaborados e você e seu aluno fiquem felizes com os resultados alcançados. 

 


Referências:

https://www.scielo.br/j/rbme/a/7HvGSB64qpYmPjd98KTDSdx/?format=pdf&lang=pt

https://periodicos.unifacex.com.br/humanoser/article/view/627/145

 

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você