[ editar artigo]

Ter mais mitocôndrias pode te ajudar na pandemia do Covid-19?

Ter mais mitocôndrias pode te ajudar na pandemia do Covid-19?

Esta pergunta não parece nada comum, pois qual a relação de uma organela com a infecção viral pelo Covid-19?

Na realidade, um artigo muito recente traz informações muito importantes que elucidam melhor esta relação. O artigo intitulado “Low cardiorespiratory and mitochondrial fitness as risk factors in viral infections: implications for COVID-19” publicado na renomada Revista Britânica de Medicina do Esporte apresenta uma série de argumentos sobre a relação valiosa entre mitocôndria e a Covid-19.

Muitas pessoas não sabem, mas nossa mitocôndria pode ser treinada, passando a desempenhar melhor suas funções, sendo a principal delas produzir energia aerobiamente.

Outra função bem importante das mitocôndrias é mediar parte dos efeitos do exercício regular na melhora da função imune. Isto se dá quando nos exercitamos e uma série complexa de proteínas localizadas na membrana mitocondrial ativam a resposta imune inata.

Com o passar dos anos, o processo degenerativo do nosso corpo inicia uma disfunção mitocondrial, que também pode se conseguida se a pessoa ficar sedentária. Este processo aumenta o estresse oxidativo e a inflamação sistêmica, dois pontos que são piorados quando a pessoa está contaminada com o Covid-19.

Nestas situações de sedentarismo ou contaminação por Covid-19 a disfunção mitocondrial pode ser aumentada e isso piorará a produção de ATP, piora a defesa do sistema imune e aumenta a morte celular.

Porém, o exercício físico regular resulta em aumento de produção de energia (para saber mais entre no curso de Fisiologia do Exercício comigo), na diminuição do estresse oxidativo, melhora do sistema de defesa e regulação da morte celular.

Estes processos dependem muito da integridade da mitocôndria, do aumento da densidade mitocondrial e do tamanho das mitocôndrias, conseguidos através do exercício físico regular.

Já está mais que provado a importância do exercício físico nesta pandemia e este novo estudo nos ajuda a entender um pouco mais como as adaptações geradas pelo exercício regular podem ajudar as pessoas no caso de contaminação pelo covid-19.

Continue incentivando a prática regular de exercícios e motivando seus alunos, uma boa aptidão física é essencial nesta pandemia.

Não esqueça de usar nossa hashtag oficial #esporteemovimento e me marcar (@gersonleite.phd) quando compartilhar este post. Envie ele para um amigo da Educação Física, pois pode ajudá-lo com mais conhecimento para cuidar de seus alunos.

Um forte abraço

Prof Gerson Leite

Esporte & Movimento
Gerson Leite
Gerson Leite Seguir

Professor de Educação Física apaixonado por Esportes, Atletas e Empreendedorismo no Esporte. Doutor em Treinamento Esportivo e Pós Doutor em Fisiologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você