[ editar artigo]

Treino indoor: uma opção de atividade física durante a pandemia

Treino indoor: uma opção de atividade física durante a pandemia

Mais uma vez o treino indoor assumiu uma importância ímpar neste contexto da pandemia para a manutenção da saúde física e mental com a maioria dos espaços públicos e privados fechados em todo o país.

Precisamos alinhar o discurso sobre a importância destes treinos e convencer nossos atletas/clientes sobre seus benefícios. Será que existe evolução correndo na esteira, pedalando em bicicletas estacionárias, fazendo treino de força, mobilidade, flexibilidade em casa? Existem correntes que defendem suas reais eficácias, e outras que repudiam estes tipos de treinos.

Antes de tirarmos uma conclusão precipitada, que tal discutirmos um pouco sobre este tema e poder tirar nossas próprias conclusões?

Fugindo das adversidades climáticas: Em algumas situações, de acordo com as fases da periodização do treinamento, devemos nos proteger do frio intenso, chuva, baixa umidade, poluição, alta temperatura, com o objetivo de evitar quedas imunológicas, preservando a saúde e reduzindo o risco de destreinamento.

Controle mais fino de variáveis: Com a possibilidade de contar com equipamentos com recursos tecnológicos avançados nos abre um leque de oportunidades de diversificar estímulos de treino e monitorar a evolução do atleta com mais facilidade, além de facilitar o ajuste de variáveis, como inclinação, velocidade, cargas , seja por meio de uma esteira integrada com seu relógio e conectada à internet, uma bike indoor com medidor de cadência, potência, velocidade, um rôlo de treinamento de ciclismo que une centenas de atletas pelo mundo, por exemplo.

Segurança: Em alguns locais devemos tomar cuidado ao treinar em avenidas, estradas e represas, por exemplo. Riscos de acidentes, assaltos e afogamentos, devem ser evitados em muitos casos, nos restando a opção dos treinos indoor.

Conforto e viabilidade: Com uma estrutura adequada, contamos ainda, com o conforto, possibilidade de tomar um banho e se alimentar após o treino com facilidade para poder encarar o dia de trabalho, estudos, ou ter mais tempo com a família.

Incluir a família nos treinos: A inspiração e influência positiva começa em casa. É importante envolver nossa família em nossas atividades físicas para que todos adquiram este hábito e uma corrente positiva seja formada, pensando na saúde e sustentabilidade dos treinos.

Obviamente, estes são os pontos positivos, mas os treinos outdoor são tão importantes quanto os indoor, e devem ser incluídos na sessão semanal de treinos, em proporção que pode variar de acordo com as características da prova alvo e da fase da periodização. A adaptação ao treino indoor costuma ser lenta e depende da estrutura do local. Estes são uns dos motivos que afastam os corredores, triatletas e outros atletas destes ambientes fechados.

Durante a pandemia, evite atividades outdoor que aumentem o risco de quedas e lesões sérias, como ciclismo em estradas perigosas, trilhas, natação em águas abertas sem apoio. E claro, evite aglomerações e siga todos os protocolos de segurança para evitar o contágio pelo vírus.

Foto de Valeria Ushakova no Pexels

Bora cima!

Esporte & Movimento
Rodrigo Lobo
Rodrigo Lobo Seguir

Bacharel em Educação Física EEFE-USP Diretor e treinador da Lobo Assessoria Esportiva Corredor e Triatleta há mais de 20 anos. Palestrante de temas relacionados à saúde, qualidade de vida, corrida de rua e triathlon. CREF: 051186-G/SP

Ler conteúdo completo
Indicados para você