[ editar artigo]

Vamos falar sobre o Lactato

Vamos falar sobre o Lactato

 

Como sabemos, o lactato é um produto do metabolismo da glicose, ou seja, é resultado do processo da transformação da glicose em energia para as células quando há necessidade de produzir energia muito rapidamente, processo chamado de glicólise anaeróbica. No entanto, mesmo em condições aeróbias, em que há oxigênio, há produção de lactato, mas em menores quantidades.

LEIA TAMBÉM: A treinabilidade da capacidade anaeróbica: as limitações impostas pelo organismo das crianças

O lactato é uma substância importante, pois é considerado sinalizador para o Sistema Nervoso Central, biomarcador de alterações nervosas e de hipoperfusão tecidual, em que há pouca quantidade de oxigênio chegando aos tecidos, e de intensidade da atividade física e fadiga muscular, já que quanto mais intensa a atividade, maior é a necessidade de oxigênio e energia, o que leva à maior produção de lactato.

Um ponto importante para induzirmos a remoção do lactato da corrente sanguínea e o transporte da substância para órgãos como o coração e o fígado após um treinamento com grande intensidade é a realização de uma caminhada moderada. Pode ser uma caminhada de aproximadamente 10 a 15 minutos com intensidade baixa. A prática de atividade física deve ser orientada por nós profissionais habilitados, pois somos aptos a considerar a individualidade biológica de cada individuo através de uma prescrição de treinamento coerente, planejada e organizada.

LEIA TAMBÉM: Como funciona o metabolismo anaeróbio durante o exercício?

É importante sabermos que em exercícios de curta duração e muita intensidade, como é o caso do futebol, tiros de corrida de 100, 200, 400 e 800 metros e treinamento de musculação de grande magnitude induzem a uma maior produção de lactato porque utilizam principalmente as vias anaeróbicas.

Esporte & Movimento
Octávio Augusto Forte
Octávio Augusto Forte Seguir

Graduado em Educação Física. Instagram: @profgutoforte

Ler conteúdo completo
Indicados para você